segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

14 MINUTOS DA VIDA LEVADOS PELA FUMAÇA

            Você é fumante, amigo leitor? Estou na torcida pra sua resposta ser negativa. Mas se for “sim”, temos uma informação importante que talvez faça você rever o hábito: cada cigarro está tirando 14 minutos de sua vida. É o que revela um levantamento do site americano “Treatment4Addiction”, um diretório online para viciados em droga. 
           Você sabia também que um fumante inala 4.720 substâncias tóxicas numa tragada? Dessas substâncias, 80 são cancerígenas. A tragédia do vício de fumar provoca a morte de 3.500.000 pessoas por ano no mundo. Só no Brasil, 100.000 pessoas morrem por ano, em virtude do hábito de fumar.
             Todo fumante sabe, na verdade, que o cigarro faz mal à saúde, mas continua na teimosia, por causa do efeito da nicotina. E aí se desmancha em prazer pra dizer que aquela fumaça no peito é deliciosa. Porém, depois de um belo tempo, o viciado se descobre menos ativo, mais cansado, com sono menos gostoso. Ele descobre isso, mas acha que é só se acostumar e pronto, a fase ruim vai passar logo. No fim, percebe que tá todo acabado mesmo, sem jogar uma bolinha, subir uma ladeira, a vida sexual menos ativa, stress e mais stress. Então, começa a vontade de parar de fumar. “Acabou. Cigarro, nunca mais!”. Mas aí bate a vontade daquela deliciosa tragada maldita, semanas depois de ter feito aquele inútil sacrifício.
            Nessa fase você pensa, mas como parar de fumar? Isso é mesmo possível? Claro que sim. Somente você pode decidir isso. Outros podem desejar ou pedir que você pare, mas a decisão é somente sua. Se preferir busque ajuda médica, claro. O caminho até deixar de fumar é longo, mas essa missão desafiadora é necessária para você viver mais saudável. O dia 16/11, Dia Contra o Tabaco, é uma boa data para você abraçar essa causa.
             Um amigo meu conseguiu largar o vício sozinho, mesmo. Ele me relatou que quando batia aquela vontade danada, controlava sempre, mesmo porque não durava mais que alguns minutos. Ele chupava gelo ou doces, escovava os dentes a toda hora, bebia água gelada, tomava sorvete ou comia uma fruta; mantinha as mãos ocupadas sempre; não ficava parado, buscava conversar ou fazia algo diferente que distraísse sua atenção. Hoje faz 35 anos que se despediu do cigarro. 
            Sabe-se que é algo complicado parar de um momento para o outro, mas lute pela sua saúde, lute pela sua vida. Vamos lutar para que as estatísticas mudem, para que os hábitos mudem. Se você é fumante, acredite que pode vencer essa barreira. Devolva os 14 minutos de sua vida que você ignorou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Literando