segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Um velho conhecido

Quem nunca ouviu falar
De um tal de trem
Que por São Félix
Vive a circular?
Seu trajeto é de Minas à Bahia e
Só carga pode levar,
Ir como passageiro nem pensar.
Com o passar dos anos
Muita coisa vai mudando
E o trânsito vai se complicando.
Quando ele pela cidade passa
Tudo se embaraça
E nada por ele passa
Durante algum tempo,
Mas depois desse momento,
Ainda ouve uns xingamentos
De um ou dois senhor,
Que com certeza se atrasou.
Porém o trem não ligou nem um pouco
Arrastou todo o seu corpo,
Sem tempo de sentir saudade,
Já que pelo fim da tarde
Ele promete voltar.

Valdelice Santos

Um comentário:

  1. Moro na Baixada Santista. Perto da casa da minha mãe passava um trem enormeeee apitando mto e enfumaçando tbm. Daí, acabaram desativando pq mtas crianças brincavam perto e tornou-se perigoso. E mta gente reclamava que não conseguia passar. Rs. Adorei o poema. Um grande bjo com carinho

    ResponderExcluir

Literando