segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Passos

Uma leve pisada vinha de um canto meio fechado,
um pouco nublado.
Parecia de um aventureiro, ou talvez
de um animal pronto pra dar um bote disfarçado.
Vinha me olhar?
Vinha apenas me tocar?
Ou quem sabe nem vinha falar comigo?
Não se sabia o propósito daqueles passos,
Tão delicados e enfeitiçados.
Eles chegavam mais perto de mim.
Já não tinha mais leves passos.
Tudo era mais rápido e mais e mais rápido.
Um olhar quente e arrebatador me enfrentava,
ali a minha beira.
Não dava para acreditar.
Mas era a minha sombra a mim acompanhar
pelas ladeiras de Cachoeira.

Valdelice Santos

2 comentários:

  1. A sua sombra e o seu encanto que enfeita essas letras
    Passei aqui lendo. Vim lhe desejar um Tempo agradável, Harmonioso e com Sabedoria. Nenhuma pessoa indicou-me ou chamou-me aqui. Gostei do que vi e li. Por isso, estou lhe convidando a visitar o meu blog. Muito Simplório por sinal. Mas, dinâmico e autêntico. E se possivel, seguirmos juntos por eles. Estarei lá, muito grato esperando por você. Um abraço e fique com DEUS.

    http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olha só. A tua sombra lhe acompanhando. Que desfecho inusitado.
    Sobre o Comentário no meu blog. De fato, eu também acredito que seja inveja do nordestino. Mas é assim mesmo, a gente tem de aprender a conviver com todo tipo de pessoa. Abraço.

    ResponderExcluir

Literando