segunda-feira, 17 de maio de 2010

Haja tentativas

       Não consigo entender porque quando eu procuro coordenadores, secretários, diretores, políticos e outros representantes de organizações em Cachoeira e São Félix para me esclarecer determinado assunto, quase nunca os encontro. Até já decorei frases das pessoas que me informam sobre quem eu procuro:
       – Estava aqui nesse instante, quase você o encontrava.
       – Viajou, mas amanhã com certeza estará aqui.
       – Volta aqui mais tarde, quem sabe você não o encontra?
       – Agora não vai poder lhe atender porque está em reunião. Só mais tarde.
     Como me sobram poucas alternativas, só me resta obedecer as frases que ouço. Às vezes uma delas acontece, mas depois de várias tentativas!
     Lembro-me de um caso que considero o mais incrível de todos. Foi quando eu precisava fazer uma matéria sobre o projeto Itinerário do rio Paraguaçu. Minha primeira tentativa foi procurar o órgão responsável pelo projeto, em Cachoeira. O diretor era quem poderia me ajudar, mas ele estava viajando e só voltaria no outro dia. Retornei lá no outro dia, o diretor estava, porém me informou que uma outra pessoa, que trabalhava noutro lugar, era o mais indicado para me esclarecer detalhes do projeto. Fui, então, nesse lugar, e o senhor tinha acabado de sair, mas me informaram que uma senhora, que trabalhava na prefeitura, sabia também sobre o projeto. Chegando à prefeitura, recebi a notícia de que ela não tinha indo trabalhar naquele dia. No entanto, um rapaz, muito educado, por sinal, me indicou mais duas pessoas, que também não encontrei.
       Quando estava retornando para casa, em São Félix, depois de um dia cheio de tentativas, soube que alguém de lá poderia me ajudar.
      Resumindo: passei três dias em busca de alguém capacitado para falar pelo menos um pouco sobre o projeto, mas não consegui, e para não ficar sem matéria tive que pensar numa outra pauta em meia hora. A nova pauta foi sobre o aniversário de São Félix. Desta vez, deu tudo certo. Também era festa e todo mundo queria aparecer!
     
Valdelice Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Literando