quarta-feira, 18 de novembro de 2009

MARCAS FIXADAS

       É impossível passear nas ruas estreitas da cidade de Cachoeira e não perceber sua rica história e o colorido das casas, dos alimentos, roupas, calçados e bijuterias expostas na feira livre. Nos casarões, alguns desabando, ainda nota-se os traços dos seus antigos moradores, que partiram desta vida, deixando suas lendas, superstições e histórias, alimentadas até hoje por seus atuais moradores.
       A rotina da cidade quase sempre é a mesma. O domingo, por exemplo, repete as mesmas cenas nos jardins: grupos de amigos conversando, casais namorando, crianças fazendo as mesmas travessuras, o rapaz de bicicleta olhando a garota que finge falar no celular para não demonstrar que também ficou interessada nele e o barulho de dominó vindo do mesmo barzinho.
       Todos que vivem em Cachoeira aparentam se conhecer e os que não têm afinidade para se cumprimentar, se comunicam por olhares.
       Por mais que notem mudanças em pequenos trechos da cidade, Cachoeira ainda continua a velha Cachoeira, acolhendo povos de várias redondezas do mundo.

Valdelice Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Literando